quarta-feira, setembro 28, 2005

Meu filho me perguntou sobre sexo, o que respondo?














Estive pensando no que trazer hoje, são muitas as questões, escolhi uma que em todas as palestras surge:
O que responder a uma criança quando pergunta sobre sexo?
Vamos pensando aos poucos:
primeiro você tem facilidade para falar de sexo? Sente-se à vontade ao falar de sexo?
Não adianta dizer aos pais que precisam falar de sexo se eles não sabem falar, não sentem-se bem ao tocar no assunto.
Se a resposta é positiva, ótimo, você vai tirar de letra a pergunta de seu filho/a, mas se você não consegue falar de sexo com naturalidade?
Neste caso peça ajuda de alguém que confie, uma pessoa de sua família ou da Escola de seu filho.
E quanto à pergunta, você responde como?
Depende da idade da criança, o melhor é perguntar, devolver a pergunta para a criança: o que você acha sobre isto? quando você faz esta pergunta você fica sabendo até onde ela sabe, o que ela ouviu ou viu, é um truque excelente, e você não vai invadir seu filho com conhecimentos ainda impróprios para a idade dele, ou a maturidade dele, cada criança tem um tempo próprio, não force seu filho a amadurecer antes da hora. E não se aflija, você tem um ser em desenvolvimento na sua frente, tenha calma, se acredita que fez besteira, errou com seu filho, converse com ele, aqui sim você tem que conversar mesmo com suas dificuldades, mostre-se humano, não super homem, ou super mulher, ele compreenderá, as crianças têm uma sabedoria que muitos ignoram. Não subestime seu filho, respeite-o.

Vocês concordam comigo?

14 comentários:

Lou Salomé disse...

Adorei este novo espaço e achei esse caminho que você indicou muito bom. Eu lembro que quando eu tinha 16 anos meu sobrinho veio me perguntar sobre sexo. Agora, imagina, como é que eu ia responder, uma adolescente toda confusa (e virgem hahaha)? Falei para ele perguntar para a mãe dele e ele disse que já tinha perguntado, mas ela disse que não sabia. Acha que isso é resposta que se dê a uma criança?

Diana disse...

Nunca tive dificuldade spra orientar minha filha....
Acho que deixei sempre o canal aberto....
Bjs....

Oriente-se disse...

Lou.
É comum as mães não saberem o que responder, ficam ansiosas, por isso recomendo que peçam a outra pessoa para falar por elas.

Diana, que bom que tem este canal, qtos anos tem sua filha?

Mani disse...

Quando minha filha mais velha começou a ler, encontrou uma revista Nova e gritou: Manhê, o que é OR-GASSSSSS-MOOOOOOO....

Anônimo disse...

Black Caucus likened to KKK
A white Republican lawmaker who contends he was excluded from Tennessee's black legislative caucus solely because of his race said Tuesday that the group is even more racist than the Ku Klux Klan.
Your blog is excellent. Check our GOLD finding site at http://www.thegoldhunter.net/ Millions in Gold is just waiting to be discovered. Find out how! They are even filtering and recovering GOLD out of water! Take a break and check our GOLD finding site out at http://www.thegoldhunter.net/.

Luci disse...

Olha, eu acho que sexo é mais um assunto a ser falado qdo surge a oportunidade. Trato minha filha com respeito e nunca deixo uma pergunta sem resposta. Aprendi que antes de responder tenho que sondá-la pra saber até onde ela "ja" sabe.
Lembro qdo ela estava com uns 4 anos me perguntou o que era menstrução. Expliquei que temos na barriga um lugarzinho especial pra acomodar o bebê durante a gravidez, como um bercinho, o útero. E o nosso corpo prepara todo mes aquele bercinho para esperar o bebê. Se não tem bebê pra ficar ali, o bercinho precisa ser desfeito, então aquele acolchoadinho vira menstruação.
Contei pra psicóloga da escola e ela me deu os parabéns!
Outras perguntas já vieram e foram respondidas com clareza e tranquilidade.
Concordo com vc. que qdo não se sente à vontade pra falar, melhor procurar alguém que fale do que dar respostas absurdas!
bjs!

Elianne disse...

Mani, que pergunta difícil sua filha fez, como respondeu?

Luci, vc é de uma delicadeza impar mesmo, que resposta boa, parabéns.

Vcs querem experimentar outra forma de conversa ou estão achando que assim dá pé?
Obrigada por participarem.

Dani disse...

Querida, muito interessante essa iniciativa! Parabéns.
Beijo.
Dani

disse...

Vinha lendo o texto e pensava: "eu devolveria a pergunta"...
Na verdade este é um truque que o bom-senso recomenda que utilizemos, não só para uma situação como esta mas para todas aquelas em que nos sentimos de "saia justa"... Fiz isso a minha vida inteira e deixei de "entrar pelo cano" em um monte de situações... caso tivesse respondido a elas...

Elianne disse...

Zé, vc sabe das coisa, né?

Diana disse...

Oi.....

Ela tem 23.....Madura.....mais do que deveria ser na minha opinião..rsssss
Bjs....

Tânia disse...

A gente pensa q tá preparada pra tudo qdo se depara com uma situação aparentemente fácil e simples de se lidar.
Tenho 2 filhos (17 e 15)- casal.
Nunca tive dificuldade em falar sobre sexo com êles, sempre abordando temas atuais e relevantes pra formação de ambos:DSt's, gravidez, etc. Só q eu sempre via essa realidade muito distante, e agora, diante dessa realidae palpável, sinto-me perdida e apreensiva - até mesmo impotente!
Minha filha (15 anos) namora um rapaz de 19 e como todos(ou pelo menos quase todos adolescentes), pensa q já sabe tudo. Não Tenho mêdo de alguma possível desilusão dela, o q me angustia é a incapacidade (ou nâo!- tomara!!!) dela em lidar com tais sentimentos e q isso lhe cause conseqüencias desastrosas...
Difícil até escrever...
...imagine viver isso...
(alguma luz?)
beijos - Tânia

Elianne disse...

Tânia, tenho que sair agora, na volta te dou uma resposta. Um abraço.
Elianne

Tânia disse...

Muito cômodo pro Zé utilizar essa estratégia de "devolução" em outras situações.
É bem típico de pessoas (principalmente homens), fugirem do substrato da questão (para não dizer responsabilidade!).Talvez ele tenha "sorte" em se dar bem dessa forma...
Paciência.