terça-feira, novembro 30, 2010

E ai, cara pálida? Ou 'E agora José?'





E ai, cara pálida? Ou 'E agora José?'


Quando vi, pela primeira vez, um menino encolhido deitado sobre uma tampa daquelas que existem nas calçadas, no meio da tarde, as pessoas desviando, senti dor profunda. Fazia frio, ele se aquecia no ar morno que subia da tubulação subterrânea.
Continuei meu caminho. Era um menino viciado em cola, eu já os vira por ali muitas vezes, em frente às lojas de luxo de Ipanema.
Conversei com amigos, fizemos um projeto social com um nome bonito IPPE (Institudo de Psicologia Preventiva e Ensino). Registramos, tínhamos livro Ata, estas coisas. Ai, um dos amigos teve um derrame, o outro ficou sem tempo e eu sozinha não dei conta, naquele momento fui levada para longe por um tsunami pessoal.
O projeto está aqui em alguma gaveta, penso nele sempre, pretendíamos atender em grupos em clínicas sociais de bairros. Cada bairro uma clínica, teríamos uma clínica piloto inicialmente. Seria um espaço para as pessoas serem ouvidas, pretendíamos um trabalho preventivo.
A onda gigante me trouxe para o nordeste. Aqui tenho tentado encontrar espaço para um trabalho social, há muito o que se fazer, mas pouco espaço. Há que se cavar a terra e eu não encontrei ainda as ferramentas adequadas. Isto leva tempo, espero não desistir, não há mais tempo a perder, o tempo urge.

2 comentários:

Princesa Franciny disse...

você vai conseguir, querida! mesmo que demore, uma hora uma janela se abre e você começa a tirar todos os projetos da gaveta.

beijoca saudosa de comentar no blog dos amigos, saber deles... o facebook acabou minando um pouco isso, né?

...

Anônimo disse...

Laura/Eliane
Bom, primeiramente digo que não entendi direito se chamas Laura ou Eliane.
Mas tenho certeza que seremos bons amigos, pois temos uma admiração comum:JUAREZ ACHADO.Principalmente a obra gráfica dele. Estou organizando toda a obra gráfica do artista, para ano que vem fazer uma exposição em seus 70 anos. Eu tenho muita coisa, e meu amigo caricaturista Nei Lima, no Rio, tem outras tantas. E agora descubro que você também é do time.
Gostaria muito de falar com você, pra formar este triangulo amoroso em torno do mestre Juarez.
grande abraço
joão antonio b almeida
campinas sp
jabuhrer.almeda@gmail.com

PS agora já sei que é Eliane